fbpx
Start typing and press
Enter to search

Balanço Casa de Criadores: Dia 03

O terceiro dia de desfiles da Casa de Criadores trouxe desde propostas minimalistas até as mais extravagantes para a passarela. Marcas como NotEqual, Rocio Canvas e Alex Kazuo apostaram em coleções mais sóbrias e casuais, enquanto a Ken-gá e a Rhodia, em parceria com a Alto Giro, trouxeram irreverência seja na inspiração ou nas superfícies trabalhadas. Saiba mais sobre cada uma delas!


Rhodia + Alto Giro

NotEqual

A grife de Fabio Costa fez uma viagem ao passado para buscar inspiração para sua coleção. Referências no Império Otomano, em especial a infantaria dos Janízaros, influenciaram grande parte das criações, ressaltando o conceito de roupa como proteção em meio a turbulência. Da viagem para o Japão, para entender melhor a época feudal e o militarismo oriental, saíram as ideias de silhuetas com volumes suaves, comprimentos alongados e cintura marcada. Entre as peças, o quimono apareceu em releituras modernas, principalmente para o público masculino, valorizado em materiais como algodão e denim. Nas superfícies, aplicações contrastantes, plissados e listras irregulares chamaram a atenção. 

Rodhia + Alto Giro

A participação da Rhodia nessa edição do evento foi realizada em parceria com a marca fitness Alto Giro. O resultado foram peças de modelagens elaboradas, detalhadas por recortes e prints localizados. Entre os produtos, tops cropped, bermudas ciclista (vale lembrar que a peça é uma das principais apostas para o verão 2019/20), e calças esportivas ganharam importância. Os elementos tecnológicos também tiveram espaço, com destaque para a legging que carrega o smartphone por indução, sem usar fio. Na cartela de cores, atente para o mix entre neutros, como preto e branco, junto a tons vibrantes de azul e amarelo. 

Alex Kazuo

Leveza e simplicidade direcionaram as criações de Alex Kazuo. A monocromia em tons neutros foi recorrente, trabalhada tanto em conjuntos de camisas e calças, como também em vestidos soltos. Aqui, pequenos detalhamentos renovaram os produtos, à exemplo das amarrações, assimetrias discretas e pregas. O estilista, conhecido por sua abordagem minimalista, prezou pela casualidade nessa temporada, principalmente na escolha de materiais, trazendo algodão, a musseline e o piquet em evidência. 

Rocio Canvas

Diego Malicheski, em sua quarta partipação na Casa de Criadores a frente da Rocio Canvas, apresentou a coleção Nostalgia Contemporânea na noite de ontem. Mesclando passado e futuro, a marca revisitou modelagens e superfícies, buscando dar um novo olhar para as criações de inverno 2019. Como resultado, peças de aspecto atemporal chamaram a atenção, como os coletes alongados, calças ajustadas, macacões e vestidos soltos. É interessante notar que a opacidade dos materiais, os comprimentos alongados e a cartela de cores fechada reforçaram o viés atemporal dos produtos.

Ken-gá

Encerrando o dia, o bitchwear de Lívia Barros e Janaina Azevedo, trouxe diversão e irreverência para a coleção da Ken-gá. Conhecida por suas produções extremamente jovens e criativas, a marca focou na combinação de peças casuais e superfícies elaboradas para essa temporada. A estamparia foi um ponto forte, ressaltando desde desenhos realistas, até letterings e gráficos geométricos. Além disso, a cartela de cores, combinando tons de azul, laranja e amarelo em neon também foi recorrente, juntamente a materiais com brilho, como o paetê. 

Imagens: Marcelo Soubhia/ FOTOSITE.

Deixe uma resposta