fbpx
Start typing and press
Enter to search

O futuro é biodegradável

O Inspiramais, único Salão de Design e Inovação de Materiais da América Latina, finalizou sua edição 2020_I ontem, 16 de janeiro. O evento promove um novo pensamento para a moda brasileira, servindo como elo entre criadores de toda indústria de design. Promovido pela Assintecal, Abit, CICB e Apex-Brasil, o Inspiramais tem entre seus pontos fortes a promoção da tecnologia em busca da sustentabilidade, e nessa edição, chamaram a atenção os lançamentos de materiais biodegradáveis. Confira!

Os projetos do salão são conhecidos por fomentar a criação de soluções sustentáveis. Nessa edição, tanto o Conexão Criativa e Comercial, que reúne empresas que produzem com propósito, quanto o Referências Brasileiras, que mostra como criar superfícies e produtos inovadores através de inspirações nacionais, apresentaram biotêxteis, materiais que se assemelham ao couro, obtidos a partir do cultivo de bactérias. Abaixo é possível ver o da Biotecam em estado natural e o da Tecnoblu que ganhou tratamento com aspecto de corrosão.

Biotecam – Conexão Criativa | Tecnoblu – Referências Brasileiras

A Biotecam – Assessoria e Desenvolvimento de Tecnologia Ambiental, localizada no Rio de Janeiro, produz o Texticel, material ecológico que utiliza nutrientes sustentáveis e é totalmente biodegradável e compostável. No Brasil Fashio Eco a marca Movin utilizou o material em sua coleção, que você pode conferir aqui.

Atualmente, a empresa produz o Texticel em folhas com dimensões próximas a 50 x 30 cm, um volume de produção de 24 folhas por mês com uma perspectiva de aumento significativo de escala produtiva  para o primeiro semestre de 2019.

A Bio Híbrido apresentou um calçado com cabedal em biotecido, em parceria com a Ipadma e a Antimateria. Chamado B-Cel, ele é resultado de um processo em que bactérias fermentam chá e açúcar, gerando um manto de nanofibras de biocelulose, que é atóxico e biodegradável. Vale ressaltar que a peça possui design sustentável como um todo, já que o B-Cel é dublado com tecido feito de aparas de algodão+embalagem PET, as palmilhas são recicláveis e o solado é um mix de borracha reciclada, colado com adesivo à base d’água.

Biotecam | Biotecam | Bio Híbrido

Com uma outra proposta visual, a Rhodia apostou nas cores intensas e na pegada streetwear para lançar seus produtos biodegradáveis. Utilizando a tecnologia Amni Soul Eco® em fios de alta tenacidade, a ITM, indústria têxtil com foco em tecnologia e sustentabilidade desenvolveu, em parceria com a Rhodia, o Tanguá Eco Fio, tecido de alta performance com resistência à abrasão. Para apresentar o lançamento ao mercado, a Rhodia e ITM juntaram-se à Skinbiquini no desenvolvimento de dois modelos de bolsas.

Além disso, a Rhodia desenvolveu o primeiro tênis after skate do Brasil com preocupação ambiental em toda cadeia. Com design da marca Mary Jane, e contando com parcerias como Bertex para o cabedal em knit, Grupo Cofrag na palmilha e cadarços, e a linha da Linhasita, garantindo que toda a montagem do tênis contasse com a poliamida biodegradável do início à finalização.

Confira mais detalhes da cobertura do Inspiramais em nosso Portal. Caso não seja assinante, peça uma demonstração abaixo.

Imagens: Use Fashion e Divulgação.

Deixe uma resposta