Balanço SPFW: Dia 05

Em seu quinto dia, o SPFW combinou coleções de marcas do Projeto Estufa, junto a estreantes como a Haight e nomes consagrados, como Ronaldo Fraga. Confira abaixo detalhes de cada desfile!

Projeto Estufa | ÃO

A coleção da estilista Marina Dalgarrondo traz para a passarela diferentes ideias para texturas e feitos de superfície. O trabalho com nervuras, drapeados e amarrações é o ponto alto em peças como calças ajustadas, vestidos, blusas e saias. Com um visual experimental, pontos mais volumosos e comprimentos alongados são recorrente nas peças, que ainda contam com uma cartela predominantemente neutra. A exceção é vermelho, que surge monocromático nas criações.

Projeto Estufa | MiPinta

Direcionada para o público masculino, a Mipinta de Fernando Miró traz a poluição dos oceanos e as relações de consumo para a passarela. Contando com uma forte vertente esportiva, referências oitentistas ficam claras através dos recortes contrastantes e modelagens com volumes. O uso do nylon e das malhas circulares é recorrente nas peças, ganhando destaque nas jaquetas esportivas, calças e T-shirts. Nas superfícies, costuras criando efeitos matelassados reforçaram a inspiração nos oceanos, bem como o uso de couro e plásticos fazendo referência a poluição.

Cotton Project

Intitulada Contra, a Cotton Project traz as décadas de 50 e 60 como pontos de partida da coleção, a partir daí, focando em movimentos de contracultura que marcaram esses anos, como o surf e a escalada. Bastante comercial, a marca de Rafael Varandas investe em peças femininas e masculinas em um mix que destaca casacos e jaquetas. Os comprimentos alongados chamam a atenção nas modelagens, assim como a pegada bem jovem, nítida em produtos como suéteres, conjuntos, T-shirts e calças. Fique atento as superfícies que combinam materiais e para padrões como o xadrez, sempre uma aposta interessante para as temporadas mais frias.

Apartamento 03

A era digital e a busca pelo que é verdadeiro são alguns dos temas trabalhados na coleção da Apartamento 03, que busca “reencontrar” a mulher real e natural, sem filtros. No geral, a leveza dá o tom para a coleção, que trabalha uma cartela de materiais que vai do linho ao paetê. Silhuetas bem femininas, trazendo elementos como cintura marcada e decotes V, entram em contraponto com as assimetrias, que modernizam as produções. Pensando em peças-chave, vestidos alongados e fluídos são essenciais, assim como os conjuntos experimentando composições variadas. Finalizando, a cartela de cores com muito branco, lilás e nude ganha pontos de intensidade através do verde e do vermelho.

Ratier

Tendo diferentes crenças religiosas como referencial para sua coleção, a marca de Renato Ratier é prudente e trabalha o tema com sutileza. Trazendo elementos como releituras de burcas e estampas repletas de simbolismo, as modelagens são esportivas e urbanas, muitas vezes valorizando cortes oversized. Prezando pela neutralidade através da cartela de cores em preto, branco, amarelo e marrom, atente para o uso de materiais pesados e invernais, como veludo, couro, lã e jacquard. Já entre as peças, opções bastante comerciais são apresentadas, como as jaquetas de couro, maxi pulls, calças ajustadas e macacões.

Haight

Estreante no SPFW, a marca de Marcella Franklin fala sobre autoconhecimento na coleção Tempo Suspenso. A marca de moda praia carioca tem em seu diferencial o visual minimalista, sendo que a monocromia é um ponto chave nos produtos. Brincando com volumes e recortes, maiôs deixam de ser apenas uma peça e se transformam em tops, regatas ou bodies, possibilitando o uso além da praia. Biquínis de viés minimalista, saídas de praia e conjuntos complementaram o mix de produto.

Ronaldo Fraga

Baseada nos painéis de Guerra e Paz pintados por Candido Portinari, Ronaldo Fraga traz sua indignação atual com o país refletida em sua coleção. Nas peças, estampas com detalhes da pintura chamam a atenção, assim como as técnicas de patchwork. Mais uma vez, o artesanal tem um peso grande no trabalho do estilista, principalmente através dos diferentes recortes, texturas e aplicações. Atente para a fluidez das silhuetas, presente tanto nos vestidos longos quanto nas camisas e nos conjuntos formados por blusas e calças.

Imagens: Zé Takahashi / Ag. Fotosite