Moda Plus Size Feminina — Como Montar a Tabela de Medidas

Contar com uma tabela de medidas condizente com o corpo da mulher é imprescindível, mas quando falamos sobre moda plus size feminina, ser preciso é ainda mais importante. Muitas vezes, esse recurso tão importante é negligenciado pelos gestores e estilistas. 

Principalmente no Brasil, a tabela de medidas é uma ferramenta extremamente importante, ainda mais considerando o fato de que há diferentes formas e uma grande miscigenação. Hoje a Use Fashion vai te ajudar a entender melhor como essa tabela deve ser montada para roupas plus size. Confira abaixo!

O que considerar na hora de montar uma tabela de medidas para moda plus size feminina?

A primeira coisa que precisa ser considerada na hora de montar uma tabela de medidas para moda plus size feminina é fazer um estudo de seu público-alvo. Busque aplicar um questionário ou coletar dados sobre a numeração das roupas utilizadas por suas clientes. 

Se sua marca já estiver presente no mercado, vale questionar se as mulheres estão satisfeitas com as numerações já estabelecidas nas peças de roupa. 

Porém, também é importante entender e conhecer profundamente as características dos tecidos que serão utilizados em suas coleções. Questões como taxa de encolhimento e elasticidade são importantes para que as modelagens não sofram alterações e o produto final aparente estar como desejado no corpo. 

Caso seu negócio esteja disponível apenas on-line, ajude a cliente a entender o tamanho da peça por meio de desenhos e esquemas, exibindo todas as medidas necessárias para a análise do produto e mostrando como comparar e aferir corretamente seu corpo com a tabela.

O que é preciso medir para criar uma tabela precisa?

Para criar uma tabela precisa de moda plus size feminina, é importante ter uma série de medidas diferentes em mãos:

  • busto;
  • cintura;
  • quadril;
  • pescoço;
  • tórax;
  • braço;
  • punho;
  • altura e largura das costas;
  • altura e distância do busto;
  • comprimento da manga;
  • altura do gancho e entre as pernas. 

O mercado brasileiro de vestuário feminino sofre com sérios problemas de padronização. A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) já institui padrões para roupas infantis e masculinas, mas não para femininas. 

A criação de padrões para moda plus size feminina já está em desenvolvimento pela instituição, mas não há uma estimativa de tempo para que sejam oficialmente publicados. 

Gostou deste conteúdo e quer aprender mais sobre estratégias do universo da moda? Confira as novidades do blog da Use Fashion!